fonte

Ultimas Notícias

domingo, 13 de dezembro de 2009

Emaranhado...

Eu enxugo o seu pranto, mas, desmancho seus cabelos,

desarrumo a casa, invento modas para tirar você do sério, ponho a

claro os seus mistérios, bagunço seu mundo, mas, depois te beijo

cheio de desejo, te levo pra cama, sem drama, invisto no amor,

na relação sem dor, sem pudor, sem frescura, mas, com ternura, com

candura, toda doçura, às vezes intempestivo de outras completamente

cativo, não busco um motivo, apenas abrigo em seu corpo, sem

castigo, sem perigo, sem medos e dúvidas atrozes, apenas e tão

somente te amar.

Onde começa e termina o amor?... Antes, descubra

o fio da meada.

(Candinho Anjo)

“Às vezes vejo-me em dúvida quando deparo com as

encruzilhadas... Mas, nunca me perco quando é para te encontrar.”

(Candinho Anjo)

3 comentários:

Luciana P. disse...

Que belo texto, Candinho...
Um emaranhado, sem dúvida. Essas coisas do coração que, às vezes, quer pensar com a razão acaba por perder-se em meio aos fios das emoções.
Ah, tão inconstante e irresistível amor!

Lindo texto!
Beijos!
Bom final de semana!

Luciana P. disse...

Ah, e sobre a minha cirurgia, foi uma pequena correção que tive que fazer. Silicone nos seios, hahahaha... nem me pergunte o quanto isso dói, mas tudo vale em nome da vaidade. Beijos!

SANDRA NABUCO disse...

Candinho,
esse emaranhado do amor...
Quem ama e é amada sabe exatamente o que você descreve nesse lindo post!
Adorei!
O AMOR,nunca nos faz errar os caminhos...
Beijinhos1
Tenha um lindo Domingo!

Presente da Neide

Pura Luz.Presente da Neide

Avassaladora

Avassaladora

Minha lista de blogs

Seguidores

A de Amar

Palavras, Arte e Blá blá blá

Felicidade à Vista